Internet of Things: mudam-se os tempos, mudam-se os paradigmas das empresas

A IoT está a ser uma das forças motrizes da transformação digital das organizações, mas enfrenta desafios no que toca, por exemplo, à cibersegurança.

O primeiro painel do palco Tech Talks , na edição de 2019 do Portugal Digital Summit, foi dedicado à forma como a Internet of Things (IoT) está a transformar os negócios. Para abrir a sessão João Queiroz, Digital Enterprise Manager da Siemens, afirmou que a IoT pode ser um “catalisador” para a transformação digital.

Neste processo “não há, cada vez mais, modelos tradicionais: os modelos reinventam-se de forma contínua”, indicou o responsável pelas incubadoras digitais iExperience Center 4.0 da empresa. A Mindsphere, a plataforma IoT desenvolvida pela Siemens, é um sistema de unificação que pode ser utilizado, por exemplo, no processamento de serviços ou até na indústria automóvel.

Já Ana Ferreira, Communication & PR manager da Miele, deu a conhecer a forma como a empresa está a trazer a tecnologia para as casas dos consumidores. A Generation 7000 é a mais recente linha de eletrodomésticos desenvolvida pela Miele que promete ao utilizador uma experiência mais interativa e funcional.

Através da “Food View” os novos fornos desenvolvidos pela empresa permitem ao consumidor acompanhar, numa aplicação para smartphone, o progresso de preparação dos alimentos. “Nós acreditamos que este será o futuro e já nos estamos a preparar para isso”, acrescentou Ana Ferreira. A nível de soluções, a Miele quer ir além dos eletrodomésticos e está a fazer contactos com empresas imobiliárias para desenvolver casas “inteligentes”.

Para Márcio Colunas, da SwordHealth, a IoT pode ter um impacto positivo na área da saúde. A startup desenvolveu o primeiro terapeuta digital, que permite ao paciente “fazer a sua terapia em casa e estar ligado a um profissional que o acompanhe” afirma o cofundador e Chief Scientist Officer da empresa.

A tecnologia desenvolvida pela empresa funciona através de sensores colocados no dispositivo do paciente que enviam informação a uma equipa clínica. “É um orgulho desenvolver uma tecnologia que tem um impacto positivo na vida das pessoas”, afirma Márcio Colunas.

“A IoT é uma das tecnologias mais promissoras”, indica Inês Ferreira da Altice Portugal. Para a responsável pela área de Gestão de Produto IoT do segmento B2B as empresas que querem subsistir atualmente terão de adotar soluções tecnológicas inteligentes. A tecnologia é capaz de trazer às empresas uma série de vantagens à semelhança da maximização dos recursos disponíveis, a eficiência energética e também a melhoria da experiência dos consumidores. A reinvenção dos modelos de negócio é segundo Inês Ferreira outro dos benefícios que a IoT pode trazer para as empresas. “A IoT pode ajudar realmente as empresas a melhorar o seu negócio” acrescenta a responsável fazendo ainda referência à solução inteligente desenvolvido pela Altice para a gestão urbana de resíduos sólidos na Câmara Municipal de Lisboa.

De entre os desafios que a IoT enfrenta atualmente a cibersegurança é de acordo com João Queiroz uma das áreas que necessita de mais desenvolvimento. Já para Inês Ferreira, a implementação da tecnologia não é das mais fáceis: “não é só fazer uma app – não é assim tão simples”, sendo que diversas organizações podem perder a motivação nas fases iniciais. Para combater a tendência a responsável indica que a colaboração entre empresas é essencial.

O Portugal Digital Summit’19 faz parte de um vasto conjunto de iniciativas que integram a Portugal Digital Week’19, um dos mais emblemáticos eventos promovido e realizado anualmente pela ACEPI desde 2003, e que este ano terá o apoio do Ministério da Economia.

As várias iniciativas da edição deste ano da Portugal Digital Week decorrem entre 21 e 25 de outubro. Ao longo desses dias acontece o Roadshow Nacional “Portugal Digital 2017-2025”, sendo o Portugal Digital Summit’19 o ponto central da semana, de 22 e 23 de outubro.

No dia 24 de outubro acontece a Alemanha-Portugal eCommerce Roundtable, a 24 de outubro e à noite é tempo de entrega de prémios, com o jantar e cerimónia dos Prémios ACEPI Navegantes XXI.

A Portugal Digital Week encerra, como acontece todos os anos, com o Dia das Compras na Net, que nesta edição decorre dia 25 de outubro, entre as 00h00 e as 23h59.

Ao realizar este conjunto de iniciativas, a ACEPI tem como objetivo promover, educar, medir, orientar e proteger o Comércio Eletrónico, impulsionar a Transformação Digital, generalizar a Economia Digital e contribuir para a construção da Sociedade Digital em Portugal.